Consultas online

 

Artigo do palestrante Leopoldo Andretto, do Seminário que aconteceu dia 05/11

Evento inédito em Chapadão do Sul, apoiado pela ACE e SEDEMA.

 
O VAREJO MUDOU, EXIGINDO NOVO POSICIONAMENTO DO EMPRESÁRIO
 
Universalidade da Inovação
            Existe um mito no cenário empresarial brasileiro de que a Inovação se refere apenas ao desenvolvimento de produtos ou serviços inéditos e que é somente praticada por empresas grandes que disponham de capital e tecnologia para tal. Talvez por isso nosso país amarga as ultimas colocações em rankings mundiais e latino-americanos nesse quesito.
            Inovar refere-se principalmente na adoção de novos métodos e estratégias  que deem novo dinamismo e diferenciação à empresa num mercado cada vez mais competitivo. No atual cenário a criatividade e o exercício da Inovação são requisitos básicos para se alinhar às expectativas do consumidor e manter a empresa relevante no mercado, seja qual for o tamanho do negócio.
A maneira como empresário entende e percebe o alcance e a importância da Inovação pode fazer toda diferença na gestão e no próprio sucesso da empresa.
 
O Varejo tradicional está com os dias contados
Ocorreram três grandes impactos no Varejo e nada melhor que recente frase de Warren Buffett, maior investidor individual dos Estados Unidos, para exprimir esse cenário:
“ O fim do Varejo como o conhecemos está próximo”.
Em tempos de crises ou de rápidas mudanças uns choram enquanto outros preferem vender lenços.
Qual a sua opção?
Não há dúvidas de que a transformação digital e a revolução tecnológica impactaram decisivamente em todos negócios ao redor do mundo, especialmente no Varejo.
 
Impactos do Varejo 4.0
O primeiro grande impacto foi o surgimento das lojas virtuais (e-commerce), que alicerçadas em fortes aportes financeiros, grandes players tem capacidade de atingir clientes do mundo inteiro vendendo de tudo, incluindo no Brasil (vide Amazon, em pouco tempo tornando-se uma das três empresas mais valiosas do mundo).
O segundo impacto importante foi a mudança do comportamento do consumidor, que cada vez mais familiarizado com o uso da tecnologia, especialmente a móvel, adquiriu poder que não tinha nas suas alternativas de compra.
O terceiro grande impacto, que está inclusive passando pelo debate ético, é a exponencial evolução do Marketing Digital, que permite às empresas conhecerem cada vez mais seus clientes, rastreando seus interesses e personalizando suas ofertas de acordo com os seus desejos e necessidades.
 
Será o fim das lojas físicas?
Somente neste ano fecharam 8.000 lojas nos EUA, e tradicionais redes varejist do país como Macy’s, Sears, Toys R Us, Circuit City dentre muitas, fecharam, estão fechando ou passando por sérias dificuldades para se manterem nesse cenário do Varejo 4.0.
Não será o fim das lojas físicas, mas com certeza os varejistas precisam se reinventar e isso passa necessariamente pelo aprimoramento dos seus recursos humanos, pelo aparelhamento tecnológico e principalmente pela mudança dos pensamentos estratégico, tático e operacional, que devem estar alinhados
a um mundo cada vez mais digital e com consumidores mais empoderados.
Em Janeiro deste ano, na ultima edição da NRF (Federação Nacional do Varejo dos EUA) em Nova Iorque (maior evento mundial do Varejo) confirmou-se a partir da constatação inequívoca dos três grandes impactos acima relatados, que uma tendência irreversível é a adoção do “Omnichannel”, que integra lojas físicas, virtuais e compradores.
Um dos maiores sucessos da adoção dessa estratégia no Brasil é o do Magazine Luiza, cuja lucratividade e valor de mercado subiram consideravelmente após a adoção do Omnichannel.
Trata-se de uma evolução do conceito de multicanal, pois é totalmente focada na experiência do consumidor nos diferentes canais.
 
Leopoldo Andretto
Graduado e pós-graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), com especialização na UCSD-Universidade da Califórnia, San Diego (16 Prêmios Nobel, 02 em Economia) nas áreas de Estratégia, Liderança, Inovação e Gestão de Varejo. Foi coordenador dos MBAs da FGV e atualmente é consultor empresarial, palestrante convidado da UCSD e colaborador de revistas e portais de negócios de SP.
 

Galeria de fotos

Parceiros